Login

Register

Login

Register

Saiba o que buscar em um parceiro para terceirizar processos na indústria de alimentos

Terceirização na Indústria de Alimentos

Com a inovação e o desenvolvimento de produtos avançando a um ritmo acelerado na indústria de suplementos, é natural que os fabricantes comecem a pensar em terceirizar serviços de desenvolvimento de novos produtos, incluindo envase, embalagem e estocagem. Afinal de contas, na maior parte das vezes o custo para se montar uma nova linha de produção é mais caro –fora treinamento, Pesquisa & Desenvolvimento, entre outros aspectos –do que partir para terceirização.

A terceirização no setor de alimentos requer uma parceria de confiança entre o contratante e a empresa terceira, especialmente quando a segurança e a qualidade dos alimentos são essenciais. É possível terceirizar com sucesso qualquer etapa, desde a fabricação, embalagem, desenvolvimento de produtos, rotulagem, revisões regulatórias, auditoria, testes e avaliação de produtos. É possível também fazer a terceirização total do produto –desde a sua concepção, até a entrega no PDV.

Existem muitos motivos para uma empresa escolher a terceirização de produtos funcionais ou suplementos alimentares. Veja alguns deles:

A terceirização pode acelerar o ciclo de inovação

Nem sempre é fácil inovar em uma indústria de alimentos. Dependendo do tamanho da organização, um planejamento de inovação pode levar anos para ser aprovado. Contratar uma empresa terceira pode ajudar a diminuir esse tempo consideravelmente, até mesmo porque é possível fazer uma quantidade pequena para testes, por exemplo.

Terceirizar ajuda a liberar recursos internos para outro trabalho ou projeto

A terceirização também pode auxiliar de maneira significativa no uso dos recursos internos para outros projetos. Investir em máquinas, treinamento, pessoal e tecnologias pode custar caro – o custo pode ser um impeditivo até mesmo para a realização do projeto.

A terceirização pode abrir uma vantagem competitiva

Dependendo da localização do parceiro, a terceirização pode oferecer uma vantagem geográfica (um exemplo disso é produzir chocolate, por exemplo, em parceiros localizados no Nordeste do país). O parceiro também pode gerenciar restrições internas, ou barreiras de importação ou exportação mais facilmente que uma empresa maior.

Com a terceirização, é possível testar a inovação antes de investir em infraestrutura

O processo de terceirização permite a produção em pequena escala e o teste de mercado do produto antes de se apostar em sua fabricação em larga escala, ou internalização de processos.

Terceirizar ajuda pequenas empresas a manter o foco na operação principal

Pequenos empreendedores do mercado de suplementos ou alimentos funcionais ganham muito em terceirizar sua produção. O primeiro ponto é que eles não precisam investir uma grande soma de dinheiro na compra de maquinário, para um produto ainda novo no mercado. Segundo, que o pequeno empreendedor não precisa pensar em aspectos gerenciais da produção. Confiar em um terceiro para essa gestão pode trazer economia.

Antes de terceirizar

É interessante fazer algumas reflexões antes de iniciar a terceirização de alimentos. Veja alguns pontos:

  • Avalie riscos legais na hora de redigir o contrato. Faça as perguntas difíceis tais como: quem é responsável quando ocorre um recall? Quem possui a formulação? As substituições de equipamentos ou materiais podem ser feitas? Identifique quem é responsável por delinear os requisitos de segurança alimentar e requisitos do produto, incluindo o produto, ingrediente ou especificação de embalagem, e quaisquer requisitos relevantes de segurança, qualidade, regulamentação ou autenticidade.
  • Mapeie riscos em relação à segurança alimentar. É importante quais são os potenciais riscos de segurança alimentar do parceiro. Mais do que isso, é preciso compreender que a gestão de segurança de alimentos é uma jornada contínua, espera-se que o benchmark seja revisado e melhorado regularmente.
  • Estabeleça um processo de auditoria. Para uma parceria contínua, audite pelo menos uma vez por ano visitando o fabricante contratado para confirmar sua conformidade com os requisitos de segurança e qualidade dos alimentos.

Uma auditoria regularmente programada também fará com que você esteja ciente de quaisquer alterações no processo terceirizado, bem como de quaisquer novos desenvolvimentos, inovações e desafios que o parceiro terceirizado esteja gerenciando. Essa também pode ser uma oportunidade para revisar os planos de como o parceiro pretende gerenciar qualquer interrupção em sua operação, pois isso pode afetar sua capacidade de fornecimento.

Por fim, desenvolva um conjunto de critérios de desempenho para identificar as verificações que serão concluídas, a fim de garantir que o produto tenha atendido às expectativas de segurança e qualidade dos alimentos. Isso pode incluir inspeção visual; teste químico, microbiológico ou de alérgenos; e manter / liberar os requisitos para materiais específicos (por exemplo, para permitir testes adicionais ou verificações de garantia de qualidade).

Related Posts

Deixar um comentário